Tireoide: a glândula da saúde

Aos olhos da Leitura Corporal, a glândula tireoide é a estrutura do corpo mais diretamente relacionada ao movimento da saúde e de sua contínua restauração. Entendendo a doença como um recurso orgânico de evolução do psiquismo – isto é, uma atividade que pretende favorecer a resolução de conflitos e a mudança perceptiva e  comportamental – , a tireoide é quem sabe quais padrões, quais emoções e quais significados precisam ser renovados para que o indivíduo possa estar bem consigo e com os outros.

A glândula tireoide, que canaliza para o mundo biológico as forças organizadas pelo 5º Centro de Força, tem no cerne de suas funções a estimulação da expressão criativa, essa preciosa habilidade de que dispõe o ser humano. Não é por acaso que ela seja a estrutura mor da saúde, pois o humano, para ser saudável, necessita expressar-se. Tudo o que é de si é reprimido ou negligenciado aciona a pulsão comunicativa da tireoide, que então gerencia a manifestação dos sintomas que visam proteger o indivíduo do perigo da contenção.

Do bom aproveitamento das funções da tireoide depende uma infinidade de evoluções humanas. Dentre elas, o reconhecimento da liberdade que cada indivíduo tem de ser quem se é, de mostrar a si mesmo, de perguntar, de responder, de dizer sim e dizer não, de ter a tranquilidade para revelar os valores e os símbolos que regem o seu viver.

É através do desenvolvimento da glândula tireoide que a humanidade conquistará o direito, que lhe é inerente, de poder fazer da sua vida uma experiência abundante, de poder fazer da sua história uma experiência de absoluta conquista, onde a força na palavra, a crença na capacidade de realização e o uso dos múltiplos recursos que cada um possui podem levar o indivíduo a viver de forma abastada naquilo que ele escolhe como sendo a sua riqueza.

Pois várias são as formas de riqueza, ofertadas pela vida e disponíveis dentro de si. Só precisamos reconhecê-las e aproveitá-las.