Célula gordurosa: atender-se e amar-se.

Para a Leitura Corporal, a célula gordurosa tem a função de estimular o Indivíduo a proteger-se, acolher-se, respeitar-se e amar-se. É uma estrutura que capta e processa, principalmente, as vibrações do 4º Centro de Força, o “Centro Estimulador da Emocionalização, da Amorização, da Harmonização das Relações Humanas e da Socialização dos Impulsos Internos”, que trabalha na regulação da afetuosidade em relação a si próprio e ao externo.

Quando o Indivíduo, consciente da necessidade de estar consigo, resiste à expressão e à representação da prática de se amar, as células gordurosas armazenam essa energia, tornando-se maiores e cada vez mais ativas no incentivo ao autoatendimento. Afinal, quanto mais elas crescem, mas hábil o Indivíduo fica para atender-se com legitimidade.

A obesidade manifesta a carência de si e o desejo intenso de satisfazer-se, não como uma forma de compensação, mas pelo real prazer em suprir suas necessidades. É uma sinalização do corpo para que o Indivíduo seja, primeiro, afetuoso consigo, antes de ofertar seu afeto ao mundo.

Portanto, se você quer emagrecer, é simples: ame-se com autenticidade, satisfaça-se do seu próprio jeito e coma tudo aquilo que quiser!