Alzheimer: esquecimento de si

Para a Leitura Corporal, o Alzheimer é uma manifestação que acontece nos indivíduos que se distanciam tanto de si para cumprir com as expectativas referentes ao seu papel social ou sua atividade profissional, que quando passa o tempo do exercício dessas funções, eles não conseguem mais se encontrar.

É uma patologia que tem origem no esquecimento de si, na supressão do que é genuíno e próprio, para que se possa estar segundo aquilo que o indivíduo projeta como sendo o protótipo da sua atividade ou ocupação. O Alzheimer surge como uma tentativa do psiquismo de tirá-lo dessa preconização de condutas, para que ele possa se permitir ser outra coisa.

No Alzheimer, o indivíduo está se perguntando: “o que eu seria se eu não fosse o que eu sou?”. E para a Leitura Corporal, se ele consegue compreender isso e abdicar do compromisso de continuar sustentando uma performance, há muitas chances de que o quadro de Alzheimer regrida.

Para lidar com indivíduos com Alzheimer, a dica da Leitura Corporal é encorajá-los a estar de um modo totalmente diferente do que foram a vida inteira, a redescobrirem-se no agora, com liberdade e naturalidade.