Saúde vesicular é saúde mental

O ser humano possui várias qualidades de inteligência. As emoções, as percepções sensoriais, o instinto e a razão atuam em conjunto na organização do pensamento, tendo a vesícula um papel fundamental nesse processo. Considerada pela Leitura Corporal como o Portal do Conhecimento, a vesícula trabalha para equilibrar a atividade das inteligências humanas, cuidando para que todas encontrem espaço e fluidez de expressão.

É da natureza da inteligência racional ser menos flexível que a sensibilidade e a sensorialidade. A razão precisa fixar contornos e estabelecer conceitos para atuar e desenvolver-se enquanto tal. Mas quando o uso da razão fica enrijecido, sobrepondo-se à atividade sensória e sensível do humano, a vesícula se desorganiza, podendo precisar de sintomas para retomar o fluxo saudável da energia.

Por isso é comum o adoecimento da vesícula nos momentos em que o indivíduo desconsidera as sensações e emoções vivenciadas por todo o seu corpo para fazer jus a uma conceituação. A dolorida sensação de ter a vesícula contorcida é um recurso orgânico para elastecer os contornos da inteligência racional, abrindo espaços para a ampliação e a renovação dos atributos da racionalidade.

Sem contornos, desorientamos, com contornos demais, também! Para cuidar da saúde vesicular e, portanto, da saúde mental, lembre-se de praticar desábitos de pensamento, de validar o sentir e o perceber, atualizando conceitos e valores a cada nova experiência.