Sangue tipo A: Os notórios

O sangue tipo A, que é o sangue dos notórios, caracteriza os Indivíduos que mais desenvolvem suas habilidades e inteligências quando, em sua atuação, não encontram resistências à sua notoriedade. O sangue tipo A é um marcador dos líderes natos, daqueles Indivíduos que vieram para ocupar os palcos e incitar o coletivo. Para cumprirem adequadamente o seu papel, o tipo A precisa dos holofotes – quanto mais reconhecido o seu lugar de evidência, mais sociável, flexível e sábio ele se faz.  Evidência nada tem a ver com dominância. O Indivíduo que aprende a ter limites, mas não é reprimido em sua evidência natural, não precisa usar da dominância para se fazer notório. Mas para o tipo A é tão vital ser notável, que caso ele não o consiga através de suas qualidades aprováveis, pode ser que busque ser visto de outras formas.

Permitir-se a condição de evidente é tarefa essencial para esse grupo. Seu desejo de notoriedade é inerente; a forma como lida com essa característica é que vai definir a qualidade de sua conduta. Para a Leitura Corporal, é o reconhecimento e o desenvolvimento dessa habilidade que permite ao Indivíduo de sangue tipo A fluir na vida, sem se fazer soberbo nem menos válido.  Afinal, é a apropriação e o usufruto do que é em si notável que permite o reconhecimento de que todos têm algo digno de notoriedade, queira o Indivíduo fazer-se visto ou não. A diferença é que o tipo A precisa ser notado.

O tipo A tem a habilidade de se distinguir em tudo e qualquer coisa que faça. É constantemente alimentado pelo desejo de criar algo diferente e se destacar. O seu lugar é na linha de frente – se fica nos bastidores, atravanca a si e a todos. Ele é bandeirante, desbrava as fronteiras.

Tem como área nobre do esquema corporal o couro cabeludo, o grande distribuidor dos potenciais internos. Ninguém segura um tipo A com seus cabelos soltos, já que sua proposta é experimentar suas potencialidades exclusivas. Quando privilegia a elaboração da ação em detrimento da vivência, tende a adoecer, pois são os feitos e as realizações que verdadeiramente nutrem o Indivíduo desse grupo sanguíneo.

A grande tarefa do tipo A é aprender e ensinar sobre a humildade e o orgulho. E representar, para toda a Humanidade, a importância que é dar-se o próprio valor.