Rins: competências andam junto com medos

Cada indivíduo carrega em seus rins todas as possibilidades do humano. Aos olhos da Leitura Corporal, os rins são como um grande armazém de virtudes e capacidades. Neles estão as matrizes de todas as competências que os seres humanos já desenvolveram, estão desenvolvendo e podem desenvolver.

Mas disso não decorre a exigência de que todas essas habilidades estejam atuantes. Pois o rim, que é pura potência, é também o órgão que produz a vibração do medo, para que o indivíduo não perca de vista seus limites de segurança. Pois, se as matrizes das competências estão em todos, a forma como elas se organizam, se manifestam e evoluem é absolutamente particular – depende do querer, das possibilidades e das escolhas individuais.

A negação do medo e a atitude de mostrar-se capaz de tudo o tempo todo são comportamentos adoecedores dos rins, principalmente quando acompanhados pelo sentimento de autodepreciação. Aquele que se invalida por sentir receios pode estar instalando em si a semente de sintomas renais e do sistema urinário como um todo.

Portanto, para cuidar dos rins, lembre-se de validar e transparecer inseguranças. São elas que criam um chão seguro para o avanço, sem enfrentamento e, por isso, com verdadeira qualificação.