Quais os reais propósitos das doenças

As doenças – um recurso para a liberdade do Ser.

O Corpo é sábio e sabe o que faz. Na visão da Leitura Corporal, as doenças acontecem com o propósito de facilitar ao indivíduo um contato maior consigo, com os próprios quereres e sentires, impulsionando-o em direção a formas mais autênticas e satisfatórias de estar na Vida.

O Homem é uma unidade multidimensional, cuja estrutura física se vincula a outros níveis vibracionais que interagem, dinamicamente, sob a coordenação de uma entidade espiritual maior – o SER. Na visão da Leitura Corporal, a escolha do SER pela experiência no mundo da matéria é fruto do seu desejo de praticar e desenvolver questões, habilidades e competências vitais à própria evolução. Assim, com propósitos definidos, o SER organiza seu processo encarnatório, diferenciando-se do Todo do qual faz parte para compor o Indivíduo.

A Leitura Corporal reconhece uma série de sete níveis ou Corpos, através dos quais o SER, guiando-se por sua história evolutiva e pelos temas que motivam sua existência corpórea, plasma o Corpo Físico. A partir dele, o indivíduo tem a oportunidade de perceber, sentir, desenvolver e assim evoluir os conteúdos sutis que compõem todos os seus Corpos e que conferem sentido aos seus movimentos na matéria. Seja na forma de emoções, de desejos, de vontades, de curiosidades, de inquietudes, de intuições, entre tantas outras ordens de pulsões psíquicas, o SER de cada indivíduo o incita a experimentar seus intentos de Vida, buscando leva-lo para os lugares e as circunstâncias onde sua Alma quer estar.

As doenças são também um recurso para o alinhamento do Indivíduo com tudo aquilo que o mobiliza. Elas acontecem para estimular a auto-observação, e trabalham para que ele aja de acordo com o que sente, experimentando-se, a cada momento, segundo as próprias questões. São manifestações que resultam da contenção ou distorção de impulsos, que se materializam no Corpo Físico até que o indivíduo encontre espaços de livre expressão. A intensidade e a magnitude dos sintomas correspondem aos graus de atenção aos próprios sentires e à disponibilidade de cada um para a realização de mudanças significativas em seus valores, comportamentos e percepções.

Para a Leitura Corporal, ser saudável é estar em ressonância com o próprio fluxo. A Vida é movimento, e como parte dela, o Corpo Físico se forma e reforma a todo instante. Se ele gera adoecimentos, não é senão para a conquista da saúde e do crescimento. Pois é dando vazão àquilo que pulsa no Interno que o indivíduo faz evoluir a energia que o constitui e ao Cosmos.

Alguma dúvida ou sugestão? Não deixe de nos escrever.