Nódulos mamários: a persistência dos projetos de vida

Para a Leitura Corporal a mama representa o Centro de Estimulação e de Organização dos Impulsos de Objetividade. Sua função é direcionar intenções e projetos de vida, estimulando no indivíduo a disposição para experimentar e realizar seus propósitos pessoais.

Os nódulos, em geral, são campos que armazenam e preservam habilidades reconhecidas mas pouco utilizadas, intentos ainda não satisfeitos mas que permanecem enquanto quereres. Nas mamas, os nódulos arquivam ideais, projetos, planos e ações que, embora não praticados no tempo em que surgiram, permanecem enquanto anseios. Tornam-se evidentes ou palpáveis quando as situações ou condições vividas favorecem a rememoração e a atualização dos impulsos guardados, promovendo a geração de experiências que facilitem sua realização.

A natureza assumida por um nódulo mamário descreve as qualidades da relação entre o indivíduo e seus anseios. Os nódulos são benignos quando existe espaço consciente para o reconhecimento e aceitação de desejos latentes, e disposição para realizá-los, ressignificá-los ou redimensioná-los, o mais rápido ou da melhor forma possível. Eles mostram características malignas quando primeiramente precisam vencer grande grau de resistência à aceitação dos seus conteúdos.

Persistir com os propósitos de vida, adaptando-os à própria transformação, é garantia de saúde das mamas. Afinal, não é senão para realiza-los que escolhemos estar aqui. E a sabedoria do Corpo Físico há de insistir, enquanto for tempo, para que alcancemos a autorrealização.