Menopausa e Andropausa: portais para a juventude

A atividade vital do organismo é marcada por ciclos de desenvolvimento e maturação física, psíquica e comportamental. Na visão da Leitura Corporal, até por volta dos 10 anos de idade, o movimento de vida está predominantemente voltado para a autopriorização, nos processos de descoberta e aproveitamento de si.

A puberdade marca o começo de uma segunda etapa, na qual, através da primeira menarca, homens e mulheres se preparam para ser origem de continuidade da Vida. Depois acontece o terceiro ciclo, onde o foco do Indivíduo está voltado para o desenvolvimento daquelas que são as suas criações.

Quando aquilo que surgiu a partir do Indivíduo conquista a capacidade de se perpetuar por si, o movimento de vida volta a ser ordenado pela autopriorização. Uma vez satisfeito o impulso de continuidade, seja de indivíduos, objetos ou ideias, reinstala-se o tempo para ter a si como principal prioridade na vida.

É nesse sentido que a Leitura Corporal entende a menopausa e a andropausa como portais para a juventude. Alinhando-se às pulsões de renovação de papéis, conceitos e valores estimulados nessa nova etapa de vida, ressurgem renovados os desejos, intentos e curiosidades do Indivíduo. Permitindo-se atendê-los e satisfazê-los, o Indivíduo adentra pelo caminho contínuo do rejuvenescimento.