Joelho: Centro do Valor Pessoal

Para a Leitura Corporal, o orgulho é uma função associada ao 3º Centro de Força, o Centro da Identidade e da Individualidade, e sua vibração estimula o desenvolvimento da habilidade de reconhecer, considerar e valorizar todas as características pessoais. Sejam elas classificadas como características de luz, sejam aquelas chamadas de características de sombra, para a pulsão do orgulho tudo aquilo que serve à revisão e à ressignificação de comportamentos tem o mesmo valor. E no corpo físico, os responsáveis pela ordenação do sentimento de orgulho são os joelhos.

O joelho é considerado o Centro do Valor Pessoal. Dentre outras funções, os joelhos trabalham para que o indivíduo reconheça suas características, valorize a vida e as experiências vividas, experimente o amor por si, conquiste a autoaceitação e a autovalorização.  A aceitação das falhas ou erros pessoais, ao lado da disposição para aprender e refazer, são atitudes que nutrem e fortalecem a presença do sentimento de orgulho de si, alimentando a saúde dos joelhos.

Afinal, orgulho sadio é aquele que reconhece luz e sombra como caminhos para a maturação, para a ressignificação e para o ininterrupto processo de autoqualificação. Munido verdadeiramente do seu valor pessoal, o indivíduo se coloca disponível para o exercício da autocorreção, criando para si uma fonte inesgotável de revitalização do humor e do vigor.