Fator RH: Conhecimento e Sabedoria

O mundo, para manter-se em equilíbrio, precisa de um movimento dinâmico entre o conhecimento e a sabedoria. Para conhecer, é necessário explorar, descobrir para que serve, dar nomes e funções. Para desenvolver a sapiência, é preciso debruçar-se sobre os detalhes, ir até o fundo do conhecido e entender as minúcias dos porquês.

Na visão da Leitura Corporal, essa diferença de tendências é a marca do fator RH do sangue. O RH positivo acontece nos espíritos pioneiros que, em qualquer tema que vierem a desenvolver na vida, tendem a se interessar pela via do conhecimento. Já os indivíduos com o fator RH negativo vêm com a proposta de aprofundar a compreensão, tendo o conhecimento como caminho de evolução.

Para a Leitura Corporal, essas características são equivalentes em seu valor. O fator RH indica os tipo e qualidades de estímulos que mais se adequam às habilidades do Indivíduo. As minúcias podem ser um entrave para um espírito desbravador, que se sente impulsionado a conhecer tudo o que possa existir. Mas o ato de desbravar pode ser algo extremamente difícil para aqueles que, RH negativo que são, se inclinam muito mais para o aprofundamento e para a especialização.

O RH positivo é, em todos os tipos sanguíneos, o Indivíduo que está nessa existência para levantar, afirmar e defender toda e qualquer forma existente, natural ou criada. Sua concentração é difusa – percebe cada coisa que está no amplo.

Para o RH negativo, a tarefa dessa encarnação é desenvolver todas as formas de experimentar aquilo que se fez conhecido. Sua concentração é localizada – percebe o amplo que está em cada coisa.
São apenas vias distintas de evolução, caminhos diferentes para a aplicação e o desenvolvimento das várias inteligências, ambas com o mesmo grau de importância. Sem o RH negativo, o mundo é um caos. Sem o RH positivo, o mundo para.

Enquanto tendências, podem variar ao longo da vida, podem ser ou não realizadas, e são a todo tempo balanceadas com todas as demais qualidades que compõem, de forma única, cada Indivíduo, a cada momento.

A melhor forma de aproveitar-se e, em simultâneo, aproveitar a vida, é conhecendo-se. Pode ser que sejamos muito bons em coisas que nem imaginamos. Na via mais adequada, todo Indivíduo deslancha. Vale ou não vale a pena descobrir, a cada dia, um pouquinho mais de si?