Depressão: resgate do direito de ser

A depressão é um distúrbio físico, emocional, psíquico e comportamental gerado a partir de desordens do 1o Centro de Força (Centro de Estimulação da Adaptação, da Satisfação das Necessidades Básicas de Sobrevivência e de Evolução da Espécie). Caracteriza-se pela redução do contato com a felicidade espontânea, pela falta de confiança em si, pela descrença no direito ao merecimento e à abundância e na capacidade pessoal de conquista e realização.

A Leitura Corporal entende os estados depressivos como recursos do psiquismo para reativar o acolhimento e a estima pelo próprio jeito de ser, alimentando a liberdade para a explicitação daquilo que se é. Na depressão se está gestando o Eu, para que o uso da força pessoal se faça segundo as próprias características. É uma manifestação que promove a revisão do valor que é dado ao que está fora e do não valor oferecido ao que está dentro. E quando ela passa, o Indivíduo encontra-se muito mais próximo de sua real identidade.

A depressão é uma grande oportunidade para resgatar hábitos, sentimentos e emoções próprios, para revigorar o direito de ser, para acionar e desenvolver a autoaceitação e o autoamor. Aproveitando-a bem, o Indivíduo retoma o contato com a alegria de viver por viver, e a depressão, com sua missão cumprida, não precisa mais voltar!