Gengivas: termômetro da vitalidade

O amadurecimento é um processo contínuo e particular. Organizado pelo pâncreas, os estímulos de desenvolvimento acontecem em cada indivíduo segundo sua capacidade de suporte e processamento. O pâncreas fica atento à velocidade e intensidade das mudanças, sinalizando sempre que o indivíduo se coloca aquém ou além do seu próprio tempo de evolução. Na superfície corporal, […]

Leia mais…

Rins: competências andam junto com medos

Cada indivíduo carrega em seus rins todas as possibilidades do humano. Aos olhos da Leitura Corporal, os rins são como um grande armazém de virtudes e capacidades. Neles estão as matrizes de todas as competências que os seres humanos já desenvolveram, estão desenvolvendo e podem desenvolver. Mas disso não decorre a exigência de que todas […]

Leia mais…

Saúde vesicular é saúde mental

O ser humano possui várias qualidades de inteligência. As emoções, as percepções sensoriais, o instinto e a razão atuam em conjunto na organização do pensamento, tendo a vesícula um papel fundamental nesse processo. Considerada pela Leitura Corporal como o Portal do Conhecimento, a vesícula trabalha para equilibrar a atividade das inteligências humanas, cuidando para que […]

Leia mais…

Amadurecimento é apropriar-se de si mesmo

Aos olhos da Leitura Corporal, todas as estruturas gerenciadas pelo 3º Centro de Força – o Centro da Identidade e da Individualidade – estão primariamente ocupadas com a tarefa de gerenciar o nosso amadurecimento. Os órgãos abdominais (pâncreas, fígado, baço e vesícula) e segmentos como o joelho, o queixo, o umbigo e a mama trabalham […]

Leia mais…

Desvio de septo: equilibrar as considerações

O nariz, enquanto Centro de Estimulação e Desenvolvimento das Ações de Envolvimento, trabalha para que o indivíduo dê movimento à sua vontade de se envolver e de estar junto, colocando-se como o construtor dos laços que deseja ter. Nessa tarefa de desenvolver o envolvimento, a função específica do septo nasal é promover o equilíbrio da […]

Leia mais…

Urticária: dar-se a devida atenção

A pele é uma estrutura ligada à habilidade da convivência. Seu trabalho está relacionado ao desenvolvimento dos processos de parcerias, de trocas e de somas. A pele se delicia com o contato e incentiva amplamente a busca por afins. Ao mesmo tempo, ensina que a conquista da alegria e do autovalor independem da presença do […]

Leia mais…

Inapetência e compulsão: assenhorar-se dos próprios movimentos

Para a Leitura Corporal, a inapetência e a compulsão, que a princípio parecem manifestações opostas, estão em sua origem ligadas a uma experiência comum: o entendimento de que existem, no outro ou no externo, impedimentos para a condução do próprio movimento de vida. Na vivência da inapetência, o indivíduo encontra-se saturado de ordens para cumprir […]

Leia mais…

Endometriose: nutrir o próprio feminino

O yin e o yang são princípios do psiquismo que dão base e sustentação aos fenômenos físicos. O yang – a força produtiva, que projeta o indivíduo para a vida social – encontra seu complemento na energia yin – a força receptiva, que estimula em cada um a aproximação de si e a intimidade consigo. […]

Leia mais…

Autoconstrição: ombros fechados e desordens do coração

Constringir significa apertar, estreitar, comprimir. Quando o indivíduo fecha seus ombros – os seus Centros de Organização da Expressividade – ele estreita o curso de seus impulsos de expressão, constringindo o alcance de sua própria ação no mundo. Aos olhos da Leitura Corporal, a atitude recorrente da autoconstrição é a principal causa das patologias cardíacas. […]

Leia mais…

Nádegas: recomposição de posturas

A Leitura Corporal entende o sistema imunológico como o conjunto de estruturas que trabalha para desenvolver a habilidade da convivência. Dele participam o timo, o baço, o sistema linfático, os leucócitos e nádegas. Todos esses segmentos estimulam e favorecem a interação do indivíduo com as diversas formas de vida que o preenchem e o cercam. […]

Leia mais…