Baço: ser íntegro é ser autêntico

Para a Leitura Corporal, o baço é uma estrutura nobre no processo de reconhecimento e construção da identidade. Coordenado pelo 3º Centro de Força, o Centro da Identidade e da Individualidade, a palavra de ordem do baço é a integridade. Mais que isso, o baço é considerado o próprio Centro de Estimulação e Manutenção da Integridade Pessoal.

O que é ser íntegro? É expressar-se com autenticidade, posicionando-se na vida de forma coerente com o que é sentido e experienciado. O baço trabalha para que o indivíduo esteja atento a si e aos próprios processos, enquanto manifesta e desenvolve sua identidade.

Perder o baço pode significar que, até aquele momento, ainda não foi alcançada a segurança necessária para construir uma imagem de si a partir das próprias características. A perda do baço físico não compromete a vibração da integridade, que permanece sustentada pelos corpos sutis. Pelo contrário, se o corpo faz um adoecimento que leva à retirada do baço, é com o intuito de limpar os registros que dificultavam o exercício autêntico, logo íntegro, da identidade. Uma vez liberto das referências adoecidas, o indivíduo ganha a possibilidade da reescrita saudável de si, segunda a sua própria forma de ser.

O jiló é um alimento rico em princípios ativos para avibração da integridade. A Leitura Corporal indica o uso da água de jiló: 3 fatias bem finas de jiló, quase transparentes, para 150 ml de água filtrada, na temperatura ambiente. Deixar descansar por 45 minutos e ir bebericando ao longo do dia. A água de jiló tem duração de 12 horas, e seu uso pode ser feito por 7 dias consecutivos.